CHUVAS ESTAO A DESALOJAR FAMILIAS E A MATAR PESSOAS EM LUANDA
08/04/2002

Cerca de dez mil famílias em Luanda vivem dias difíceis com as chuvas que caiem quase todos os dias. Mortos, desabamento de casas, famílias desalojadas, vias de acesso cortadas e uma ponte partida que liga a cidade à comuna do Benfica é o balanço destes últimos cinco dias.

Estas enxurradas criaram também algumas ilhas impedindo que os moradores saiam e entrem para os seus bairros.O bairro Marçal não foi poupado, acompanhe o que contou a Voz da América uma moradora do bairro há sete anos.

“Todo o mundo do Marçal perdeu muita coisa, nem roupa para vestir para poderem ir trabalhar, toda a roupa está em baixo de água, não vale a pena marcar falta as senhoras porque as roupas estão todas sujas em baixo do lodo. Ontem foi a mesma coisa entrou água nos quartos das pessoas. Há uma casa aí que desabou a sorte é que não estavam lá as crianças senão podiam morrer”.

E esta situação não tende a melhorar a julgar pelo velho ditado “Abril chuvas mil” . Até ao fim do mês a situação pode agravar-se. Águas das chuvas, residuais e lixos misturam-se num verdadeiro atentado à saúde pública.Daí o apelo das autoridades sanitárias para a população participar nos esforços gerais de combate ao paludismo, eliminando charcos e o lixo para evitar a multiplicação de mosquitos e usar mosquiteiros impregnados.

E o governo da província de Luanda é chamado a acudir estas populações vítimas desta calamidade natural, através da direcção provincial do Ministério da Assistência e Reinserção Social.

“Nós governo da província de Luanda com o grupo de emergência já estamos a tomar medidas, já estamos a apoiar as famílias que foram mais atingidas, estamos a colocar em locais próprios com o apoio das administrações municipais juntp da direcção provincial do MINARS está a dar o seu apoio. E aqueles que foram atingidos parcialmente também estão a receber alguns apoios de assistência social”.

Maria do Céu, directora provincial do Ministério da Assistência e Reinserção Social disse ainda que o apoio maior está a ser dado aos mais afectados, como roupa, alimentação e algumas tendas e vão dar alguns meios que vão permitir erguer proximamente as suas casas.(AM)


02/05/2008 - REVISTA DA IMPRENSA: REBELIÃO DE VIANA E O NAVIOCHINÊS SALTAM PARA AS PRIMEIRAS PÁGINAS DA IMPRENSA PRIVADA
02/05/2008 - LÍDER DO PADEPA RESPONDE OUTRA VEZ NA DNIC
02/05/2008 - PRD CRITICA CAMPANHAS ELEITORAIS ANTECIPADAS
01/05/2008 - UM MORTO E VÁRIOS FERIDOS EM MOTIM NA CADEIA DE VIANA
01/05/2008 - SITA JOSÉ INAUGURA SISTEMA DE RECOLHA DE DADOS SOBRE O TERRITÓRIO
01/05/2008 - PADEPA MANIFESTA-SE CONTRA A RÁDIO NACIONAL
01/05/2008 - SEIS ONG?s SELECCIONADAS PARA A EDUCAÇÃO CÍVICA NA HUÍLA
01/05/2008 - FERNANDO LELLO RESPONDE EM JULGAMENTO
01/05/2008 - AUDITORIA FORÇA CONGELAMENTO DA CONTA BANCÁRIA DO PRS
30/04/2008 - CONCEIÇÃO DOMINGAS NÃO COME HÁ 30 DIAS


   
A neXus não se responsabiliza pelo conteúdo expresso nas páginas de seus parceiros e anunciantes.
© 2004 neXus. Todos os direitos reservados. Privacidade e Segurança